Os agentes hipnóticos são fármacos que causam sono. Eles causam depressão do Sistema Nervoso Central e por isso, não devem ser utilizados junto com álcool. A associação entre o álcool e os remédios para insônia resulta em um efeito aditivo de depressão do sistema nervoso, podendo levar a óbito por depressão respiratória.

São exemplos de agentes hipnóticos:

– Benzodiazepínicos

Clonazepam, Alprazolam, Lorazepam, Midazolam

Observação importante: Embora os benzodiazepínicos sejam fármacos que induzem o sono, é importante salientar que esses fármacos NÃO SÃO indicados para o tratamento da insônia. Os benzodiazepínicos prejudicam o sono REM, que é a fase do sono fundamental para as funções cerebrais que ocorrem enquanto dormimos (sono reparador). Por isso, o sono induzido pelo benzodiazepínico não é saudável, e frequentemente causa ressaca matinal. Este grupo de fármacos deve ser utilizado conforme as indicações terapêuticas que constam na bula.

– Agonistas GABA não-benzodiazepínicos

Zolpidem, zolpiclona, zaleplona

– Barbitúricos

Fenobarbital

– Congêneres da melatonina

Ramelteon, Agomelatina

Para saber mais sobre os conceitos gerais da psicofarmacologia baixe gratuitamente um guia completo sobre “Conceitos Básicos da Psicofarmacologia” AQUI.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *